Endometabolica

Diretora Técnica: Dra. Anke Boeving de Bem
CRM: 19549 | RQE: 14004 - Endocrinologia e Metabologia

Conheça mais sobre as especialidades - Balão Intragástrico

Procedimento

Atualmente, com a proibição pela ANVISA de muitos inibidores do apetite e também por ser a escolha do método cirúrgico (cirurgias bariátricas) uma atitude irreversível e extrema, o Balão Intragástrico (BIB) passou a ser uma grande alternativa para aqueles que querem perder peso de forma mais saudável e conservadora. A despeito dos efeitos colaterais iniciais da introdução do balão, ainda assim é um pequeno preço a se pagar quando comparado a outros métodos de emagrecimento. Trata-se de um dispositivo de silicone que após bem posicionado no estômago por via endoscópica, é insuflado com 600ml (volume ajustável de paciente para paciente conforme a anatomia gástrica – mínimo 400 máximo 700 ml) de soro fisiológico e azul de metileno e deverá permanecer no mínimo por 6 meses.

O paciente é submetido a uma sedação semelhante ao de um procedimento de endoscopia digestiva, talvez um pouco mais profunda que aquela, sendo normal não se lembrar de nada do procedimento após a sua realização (efeito amnéstico). O médico monitora a sua função cardíaca e respiratória, proporcionando conforto e segurança ao paciente durante todo o procedimento de colocação do balão. O volume de liquido dentro do balão não está relacionado a quantidade de peso a se perder e sim a anatomia gástrica de cada paciente. Em adultos, normalmente, é necessário entre 500 e 700 ml de solução para preenchimento satisfatório do balão. Após a colocação, o balão é preenchido com soro fisiológico, reduzindo o espaço interno do estômago.

Foi projetado para provocar uma sensação de saciedade precoce e diminuir a capacidade do reservatório gástrico, devido ao seu volume e ao seu peso, diminuindo com isso o consumo de alimentos e facilitando a adaptação a uma dieta hipocalórica, associada a uma mudança na rotina de vida, incluindo atividade física.

Pacientes que usam o balão estão capacitados à uma alimentação normal, especialmente líquido e dietas programadas, mas limitadas em quantidade, não em qualidade, que deve ser orientada por um endocrinologista/nutricionista.


Procedimento
Instagram LinkedIN
Twitter Facebook

Diretora Técnica: Dra. Anke Boeving de Bem
CRM: 19549 | RQE: 14004 - Endocrinologia e Metabologia

Página Inicial
Área Restrita
Fale Conosco

(41) 3285-5050

contato@endometabolica.com.br
Rua Padre Anchieta, 2050
Edifício Helbor Offices Champagnat - Salas 903-907
Bairro: Bigorrilho / Curitiba - PR, CEP 80.730-000